Terça, 16 de Julho de 2024
22°C 28°C
Fortaleza, CE

Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra suspeito de maus-tratos a animais

Em Belém, a ação policial foi executada pela Divisão Especializada em Meio Ambiente e Proteção Animal (Demapa)

10/07/2024 às 10h21
Por: Redação Fonte: Secom Pará
Compartilhe:

A Polícia Civil, por meio da Divisão Especializada em Meio Ambiente e Proteção Animal (Demapa), e com apoio da Polícia Militar, prendeu um homem em flagrante por crime de maus-tratos a animais, na terça-feira (9), no bairro do Tenoné, em Belém.

”A Polícia Civil já havia cumprido um mandado de busca e agora foi cumprido o pedido de prisão preventiva contra maus-tratos. Este é um assunto extremante importante e, através da Demapa, realizamos operações e ações de combate e conscientização. A população é um braço direito da segurança pública para que faça denúncias e nos auxiliem para as investigações”, disse o delegado-geral, Walter Resende.

A equipe policial, ao chegar na residência encontrou dois animais caninos mortos no interior do local, mas o suspeito não estava em casa. Após diligências feitas pela equipa da Demapa e da PM, o homem foi preso em flagrante e encaminhado para a delegacia para as providências cabíveis.

Segundo as investigações, um dos animais foi encontrado por vizinhos com uma lesão aparente na cabeça e um pedaço de pau próximo ao seu corpo, já o segundo animal não tinha lesões aparentes mas na casa foi encontrada corda com "nós de forca", o que indica que pode ter sido morto por sufocamento.

Há três meses, o homem foi flagrado por câmeras de seguranças praticando zoofilia em animais e durante a investigação foi cumprido um mandado de busca.

“De imediato, solicitamos a remoção dos animais para a realização de necropsia e uma vizinha foi intimada para prestar declarações”, pontuou o delegado da Demapa, Leandro Lima.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários